Busca

Notícias

Início » Notícias » Xingu
conteúdo principal

Xingu

03/08/2017

Em Altamira, seminário discute desenvolvimento econômico da região do Xingu

Nos dias 4 e 5 de agosto, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) realiza o “Seminário de Desenvolvimento Econômico do Xingu” no Centro de Convenções do município de Altamira. O objetivo do evento é aproximar atores do setor produtivo, especialistas técnicos e demais agentes públicos e privados, com vistas a debater e propor alternativas para dinamizar as atividades econômicas locais, bem como fortalecer parcerias e estratégias de desenvolvimento econômico na região do Xingu.

O seminário ocorre em parceria com Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme); Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa); Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Altamira (Aciapa); Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional (SDR/MI); Associação de Municípios do Consórcio Belo Monte (ACBM), Coordenação Geral e Câmaras Técnicas 2,3 e 6 do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX).

Os dois dias de evento serão divididos em três momentos. Na manhã do dia 4, os organizadores irão palestrar sobre as perspectivas de desenvolvimento para a região; atividades produtivas e a infraestrutura para tal desenvolvimento; propostas de uma agenda positiva; perspectivas da instalação de um condomínio industrial, além disso serão destacadas as cadeias prioritárias para a Região do Xingu inclusas no plano estratégico do Governo do Pará, denominado Pará 2030. Ainda serão apresentados os programas Pará Profissional, Inova Pará e as estratégias de ciência e tecnologia para a região. A partir disso, será montada uma mesa redonda que discutirá a inclusão produtiva para o desenvolvimento econômico do Xingu.

Em um segundo momento, pela parte da tarde, os participantes estarão divididos em salas temáticas para debater as estratégias de desenvolvimento das seguintes cadeias produtivas: pecuária de corte e leite; aquicultura e piscicultura; cacau; produtos florestais não madeireiros; turismo; indústria e logística; e fruticultura. No último momento, já no dia 5, serão realizados dois minicursos sobre elaboração de projetos: um focado na inclusão produtiva e o outro, na viabilidade econômica.

Texto: Fernanda Graim – Ascom/Sectet