Busca

Notícias

Início » Notícias » Sectet apresenta projeto da VIII Feira Estadual de CT&I
conteúdo principal

Sectet apresenta projeto da VIII Feira Estadual de CT&I

14/06/2017

A importância de valorizar o conhecimento como a principal riqueza de uma sociedade, por meio de incentivos a ciência, tecnologia e inovação foi o que se buscou mostrar durante o pré-lançamento da VIII Feira Estadual de Ciência Tecnologia e Inovação (CT&I), realizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet). O projeto do evento foi apresentado a representantes de empresas, instituições públicas e privadas e organizações não governamentais na tarde desta terça-feira (13) no Espaço São José Liberto.

O titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, explicou que um dos objetivos da Secretaria é tornar a Feira CT&I uma tradição. “Estamos apenas na oitava edição da Feira, sabemos que esse é só o início, mas o objetivo é manter essa tradição, que gera uma estratégia de disseminação de valores perante as gerações que vão assumir a sociedade daqui em diante. Se entre as 15 mil pessoas que frequentarem a Feira, uma criança ou jovem se encantar pela ciência e isso provocar nele o despertar de uma vocação, já será válido”, explicou.

O Secretário ainda lembrou que os países desenvolvidos enfrentam suas crises investindo em Ciência, Tecnologia e Inovação. “É importante que as novas gerações descubram que, quando tivermos uma outra crise, como esta que vivemos hoje, em vez de se cortar orçamento em CT&I, deve-se investir mais nessas áreas, como países mais desenvolvidos já fizeram em momentos difíceis”.

A Feira - Durante o pré-lançamento, o diretor de Ciência e Tecnologia da Sectet, Sérgio Alves, apresentou aos convidados os detalhes da Feira. Ela irá ocorrer entre os dias 24 e 26 de outubro na Estação das Docas e integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, organizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC). O tema deste ano, definido pelo MCTIC, é “A matemática está em tudo”. Segundo o diretor, nesta oitava edição, a organização da Feira pretende atingir estudantes universitários e pesquisadores, além do público já estabelecido de alunos dos ensinos fundamental e médio.

Para a administradora do Banco da Amazônia, Lizete Batista, participar do pré-lançamento foi uma grande oportunidade de planejar, com antecedência, de que forma a instituição poderá apoiar a Feira deste ano. Ela ainda lembrou que o Banco possui uma linha de crédito na área de C&T, o que poderá ser bastante divulgado durante o evento.

Já a representante do Centro de Ciências e Planetário do Pará, Maria Dulcimar Silva, ressaltou a satisfação que os profissionais e bolsistas da instituição possuem em participar da Feira e enfatizou a sua importância como evento em prol da sociedade. “Ciência e tecnologia sempre serão assuntos importantes, que contribuem não só no ambiente escolar, mas na sociedade como um todo, pois vemos muitas comunidades que precisam desse apoio científico-tecnológico”, concluiu.

Ainda durante a apresentação, a coordenadora de Tecnologia para o Desenvolvimento Social, Márcia Luana de Souza, explicou a proposta da entrega do I Prêmio de Tecnologias Sociais durante a VIII Feira. Os convidados puderam saber ainda sobre os incentivos fiscais para quem apoia ações de ciência e tecnologia no país, por meio de explanação da servidora da Sectet, Tânia Santos.

Texto: Fernanda Graim – Ascom/Sectet