Busca

Notícias

Início » Notícias » Grupo de empresários ligados à cadeia produtiva da palma de óleo no Pará visita Espaço Inovação
conteúdo principal

Grupo de empresários ligados à cadeia produtiva da palma de óleo no Pará visita Espaço Inovação

05/06/2017

Na tarde da última sexta-feira, dia 2, uma comitiva de empresários e representantes de instituições governamentais ligados à cadeia produtiva da palma de óleo no Pará visitaram os laboratórios do Espaço Inovação, situado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá). O objetivo da visita foi o de apresentar o empreendimento aos visitantes afim de que conheçam os serviços prestados por ele e o potencial do espaço para futuras parcerias.

A visita foi organizada pelas secretarias de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) e de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme). Dentre as instituições visitantes, estiveram presentes representantes do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), da Embrapa Amazônia Oriental, das secretarias de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca e de Meio Ambiente e Sustentabilidade, das empresas Biopalma, Sococo, dentre outras. 

Na abertura da visita, o PCT Guamá foi apresentado pelo Diretor Administrativo Financeiro, Márcio Pereira, que explicou sobre as cinco áreas prioritárias do Parque. “Os laboratórios instalados no PCT Guamá vão ao encontro das vocações do estado do Pará e das competências regionais, pois focam as áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Energia, Tecnologia Ambiental e Tecnologia Mineral”, explicou o diretor.

Após a abertura, os visitantes puderam conhecer as instalações e serviços do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, Automação e Eletrônica (LASSE), do Laboratório de Instrumentação para Produtos Agroindustriais (Agroind), do Centro de Valorização de Compostos Bioativos da Amazônia (CVACBA) e do Laboratório de Óleos Vegetais e Derivados, especialista no estudo de oleaginosas para a obtenção de produtos de uso corrente nas indústrias química e alimentícia. 

“O que mais achei interessante foram os equipamentos de ponta para atender a demanda de desenvolvimento de novos produtos e para a utilização de resíduos oriundos da extração do óleo e palma”, opinou Fernando Jorge, diretor de pesquisa da empresa Dendê do Tauá S/A. 

Já para a gerente de qualidade da representante regional da empresa Sococo, Rosa Helena Costa Souza, afirmou que “muitas das demandas empresariais da cadeia produtiva da palma de óleo possuem relação direta com o trabalho que é feito aqui no PCT Guamá”. 

“A grande vantagem dos laboratórios aqui presentes é a versatilidade deles, pois estão prontos para atender as demandas existentes e outras que surgirem pela frente, basta haver a demanda das empresas e a propensão ao desenvolvimento de parcerias”, esclareceu o diretor de ciência e tecnologia da Sectet, Sérgio Alves, ao final da visita.

Texto: Igor de Souza - Ascom/Sectet