Busca

Notícias

Início » Notícias » Governo participa de encontro nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação
conteúdo principal

Governo participa de encontro nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação

04/08/2017

Os avanços do Pará na área de Ciência, Tecnologia e Inovação foram apresentados em reunião do Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em Brasília. No encontro, o representante do Pará, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, Alex Fiúza de Melo, declarou que um dos objetivos foi debater com membros da pasta o reduzido orçamento destinado aos Estados para custeio e manutenção de programas nesse setor, rever o método de formulação das políticas públicas nacionais para adequá-las às expectativas regionais, além de estabelecer prioridades mesmo com poucos recursos.

“Estão previstas algumas reuniões daqui para frente com o próprio Ministério para rever esse tipo de formulação das políticas nacionais em um momento de crise”, disse o secretário. “Nós temos que reinventar a forma de fazer. Se o dinheiro é pouco, reinventemos prioridades, mas reinventemos também a forma de estabelecer essas políticas para que possa atender interesses transversais do país que a gente pode chamar de interesses nacionais, mas sem se chocar com as prioridades em nível local”, completou.

Durante o encontro, o secretário entregou aos participantes exemplares da oitava edição da revista Ver-a-Ciência, publicação semestral que apresenta as ações de maior destaque na área de Ciência, Tecnologia e Inovação, desenvolvidas no Pará. Alex Fiúza apontou os trabalhos prioritários, no Estado, para o desenvolvimento do setor, como a expansão da rede de transmissão de internet de banda larga e o programa Pará Profissional, que foca na educação e formação profissional para atender às exigências do mercado de trabalho principalmente dos setores industrial, agrícola e de serviços. “Nós criamos, no Pará, um ambiente de inovação que pudesse canalizar dentro desse ambiente tudo que de institucional nós temos de importante dentro do Estado, que é o caso do parque tecnológico, onde você tem hoje laboratórios que servem setores produtivos”, disse o secretário. “Temos empresas indo para lá para conviver nesse ambiente de ciência e tecnologia para gerar uma economia do conhecimento, sem o que nós não vamos avançar para o futuro”, concluiu.

 A presidente do Consecti, Francilene Garcia,  destacou que um dos resultados mais positivos desses encontros é a troca de experiências positivas entre os Estados. Francilene também parabenizou o Pará pelas iniciativas pioneiras na área de CT&I. “Apesar de estarmos num país com várias assimetrias, as políticas públicas têm a ver com o próprio cidadão, nós estamos na mesma cultura, e as experiências como as do Pará, que vem repercutindo já há algum tempo, não são de hoje”, disse a presidente. “O estado do Pará foi um dos primeiros que mandou para a sua Assembleia Legislativa uma proposta de atualização da sua lei estadual de inovação”, disse Francilene. “Certamente que como foi um dos pioneiros , muito do que o Pará fez vai influenciar outros Estados que começaram depois”, concluiu.

Texto: Pascoal Gemaque (Agência Pará - Núcleo de Representação do Governo do Pará no DF)